Please disable Ad Blocker before you can visit the website !!!

Veja como Alugar o seu imóvel mais Rápido

by Lello Imóveis   ·  2 anos ago  
thumbnail

“Imóveis reformados costumam ajudar os proprietários a alugarem seus imóveis mais rapidamente”.

A dica é da Lello, administradora e imobiliária paulistana, com filiais na capital paulista, Grande ABC, interior e litoral do Estado.

“Vale sempre a pena reformar aquilo que enche os olhos, ou seja, reformas estéticas: trocar pisos, azulejos, pintar as paredes e outras coisas que a pessoa repara de primeira”, diz Roseli Hernandes, diretora de Locação da Lello Imóveis.

Vale a pena investir para ganhar mais

Segundo ela, se for necessário, é importante investir na pintura externa. “Uma casa pichada, por exemplo, pode transmitir uma sensação de abandono do imóvel e até de insegurança sobre a rua”.

No interior do imóvel, pintar as paredes pode ajudar a fechar o negócio por dois motivos. Primeiro, para transmitir a sensação de limpeza. Segundo, para apagar cores muito diferentes e fortes. “Uma parede vermelha ou amarela pode ser muito bonita, mas pode não agradar o próximo morador. Sempre aconselhamos usar cores neutras, como branco, gelo e bege”, diz Roseli.

Ainda segundo a diretora de Locação da Lello, se o piso e a cerâmica dos banheiros do imóvel forem muito antigos, é aconselhável trocá-los. Outra parte importante e que ajuda a valorizar imóveis é fazer qualquer reparo necessário ou modernização nas instalações elétricas e hidráulicas.

Conservação do imóvel

“É fundamental entregar o imóvel com tudo em ordem. O estado de conservação é fator fundamental na decisão dos candidatos a inquilinos. Por isso devem-se evitar rachaduras, infiltrações, mofos, sujeira, pinturas descascadas etc. O interessado em alugar precisa ter experiências positivas ao visitar o imóvel”, afirma Roseli.

Flexibilidade na negociação

Outra questão importante, diz a diretora da Lello, é que os proprietários sejam flexíveis em relação aos valores do aluguel e quanto às condições contratuais, visando, desta forma, acelerar o fechamento do negócio. “Deixar o imóvel desocupado por causa de diferenças mínimas de valores pode sair mais caro, uma vez que o proprietário terá de arcar, neste caso, com despesas com o pagamento do IPTU e, no caso de apartamentos, também do condomínio”, conclui a diretora da Lello.

Fonte: Terra