Please disable Ad Blocker before you can visit the website !!!

5 dicas essenciais para aplicar na reforma do seu apartamento e deixá-lo pronto para ser alugado

by Lello Imóveis   ·  1 ano ago  
thumbnail

Sempre que um contrato de locação chega ao fim é comum que o proprietário faça um balanço no estado do imóvel que foi ocupado por meses ou até anos e começar com os trabalhos de “reforma de apartamento”.

Enquanto alguns inquilinos costumam tomar o devido cuidado com os cômodos da casa, procurando, ao máximo, não interferir na sua estrutura, outros podem acabar fazendo algumas “alterações” que, no final das contas, mais atrapalham do que ajudam na hora da reforma residencial, como paredes pintadas e furadas para fixar prateleiras, quadros e outros objetos.

Há também a necessidade de checar importantes pontos essenciais, como a rede elétrica e o encanamento, por exemplo, prevendo possíveis problemas que possam comprometer a estadia do futuro morador que está procurando por um apartamento para alugar em bom estado.

Para orientá-lo nas principais etapas que envolvem a reforma residencial, listamos, logo abaixo, algumas dicas que vão ajudá-lo no planejamento da reforma de apartamento pequeno, médio ou grande. Continue acompanhando!

 

 

Faça uma avaliação geral do imóvel como um todo

Essa é a etapa mais importante de todas. Mesmo que você tenha em mente que precise fazer uma reforma no apartamento que será alugado é necessário colocar os pés no chão e analisar friamente quais pontos merecem mais atenção, deixando em segundo plano aqueles que podem ser adiados.

Caso você tenha notado alguma instabilidade no sistema elétrico da casa, como queda constante de energia ou pequenas infiltrações nas paredes, provavelmente isso é sinal de que tanto o sistema elétrico quanto o hidráulico estão comprometidos e precisam de uma revisão urgente.

Neste caso, recorrer ao um profissional especializado é a melhor solução, já que ele dispõe dos conhecimentos e equipamentos necessários para trabalhar com segurança e tranquilidade. Suas intenções podem ser as melhores do mundo ao chamar um conhecido (a) para ajudá-lo (a) na reforma do apartamento, mas ainda assim é melhor se prevenir do que arriscar e sofrer um acidente.

Providencie os materiais e ferramentas necessárias com antecedência

Identificados os pontos críticos que precisam ser corrigidos dentro e fora do imóvel chega o momento de providenciar todos os materiais e ferramentas que serão usados pelos profissionais envolvidos na obra. Cimento, argamassa, massa corrida,  tinta devem estar à disposição do profissional responsável pela reforma, já que as ferramentas geralmente são trazidas por ele.

Um ponto que precisa ser levado sempre em consideração é a qualidade dos materiais para que não hajam imprevistos após meses da reforma ter sido realizada.

Você não vai querer receber uma uma reclamação sobre a tinta das paredes que está descascando toda por causa da má procedência do produto ou o piso se soltando, resultado daquela argamassa de baixa qualidade não é mesmo?

Se possível, contrate um (a) arquiteto (a)

Pode parecer um gasto desnecessário a primeira vista, mas é importante ter em mente que esse profissional tende a trazer uma significativa economia para a sua reforma residencial.

Ele irá avaliar o projeto de restauração que você possui em mente e fazer os ajustes necessários conforme julgar necessário, evitando desperdícios e incentivando um melhor aproveitamento do material disponível. Estima-se que a sua contratação possa gerar uma economia de 25% até 30% na reforma de apartamento.

Outro benefício de investir na contratação de um arquiteto diz respeito a organização de cada etapa da reforma. Assim como um “chefe de obras”, esse profissional será responsável também por coordenar o trabalho de outros envolvidos na reforma, como pedreiros, pintores, eletricista, marceneiro, entre outros, organizando a ordem de trabalho de cada um para não comprometer o andamento da restauração.

Tenha uma reserva garantida  para casos de imprevistos

Este é de longe um dos pontos principais que muitos proprietários acabam esquecendo. Ao trabalhar com uma quantia fechada para realizar a reforma do apartamento que será alugado, você abre margem para que imprevistos ocorram, ficando sem saída caso surja um gasto extra de última hora.

O recomendado é que haja uma quantia correspondente de 15% a 20% do total reservado para a obra. Essa “margem de gordura”, acredite ou não, poderá fazer uma grande diferença no resultado final da sua reforma.

Atenção especial com a segurança

Ao optar por um arquiteto para a realização da reforma, você conta com a vantagem dele emitir um documento conhecido como R.R.T ou Registro de Responsabilidade Técnica. É através desse formulário que há a comprovação de que a restauração do imóvel está sendo feita por um profissional qualificado.

Portanto, sempre que for realizar uma reforma no seu imóvel, seja ele um apartamento ou casa, exige a apresentação do R.R.T, pois ele vai garantir que você está trabalhando com um profissional de boa índole e histórico limpo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Créditos Studiotec Blog