Please disable Ad Blocker before you can visit the website !!!

Dicas para comprar imóvel usado.

by Lello Imóveis   ·  5 anos ago  
thumbnail

Consumidores devem ter atenção redobrada antes de comprar imóvel usado: imobiliária, documentação, localização e impostos devem ser verificados. Lello Imóveis dá dicas para um bom negócio

Comprar um imóvel usado exige atenção redobrada. Fatores que vão desde a escolha da imobiliária, verificação da documentação e até mesmo a localização do imóvel devem ser analisados antes do fechamento do negócio. Por esse motivo a Lello Imóveis sugere algumas dicas para que os consumidores não percam tempo e dinheiro.

 

Dicas:

– Ao visitar uma imobiliária, verifique se o corretor está registrado no CRECI;

– Verificar ano de construção do imóvel e quantas reformas ele já passou;

– Verifique com cuidado o estado de conservação, ventilação e rachaduras;

– Visite mais de uma vez o imóvel, principalmente à noite, para verificar a movimentação, barulho, etc. Tire informações com os vizinhos sobre a região escolhida;

– Verifique a infra-estrutura do bairro, comércio, serviços, escolas etc;

– Faça um trajeto do imóvel até o seu trabalho para avaliar o trânsito em horário de pico;

– Se você está comprando um apartamento, informe-se bem a respeito do condomínio, valores etc;

Antes de fechar a compra veja a documentação necessária que deve ser solicitada ao vendedor do imóvel:

– Certidão negativa de ações cíveis, fiscais e criminais;

– Certidão negativa de ações trabalhista;

– Certidão negativa de débito junto ao INSS e Receita federal

– Certidão de débitos condominiais (caso de apto.)

– Certidão de casamento ( se o vendedor for casado)

– Comprovantes de pagamento das três últimas contas de água, luz e gás e cópia do carnê do IPTU.

– Outras certidões poderão ser requeridas, conforme a peculiaridade de cada negócio.

Importante:

– Assim que o contrato for assinado, a primeira providência é se dirigir a um cartório para tirar a matrícula atualizada do imóvel.

– É preciso ficar atento ao ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Intervivos) que na capital paulista a alíquota é de 2% sobre o valor venal estabelecido pela Prefeitura anualmente.

“São orientações que o consumidor deve checar ponto a ponto, exigindo o maior detalhamento possível em relação ao imóvel. É importante estar ciente que as despesas com a papelada podem representar em torno de 5% sobre o valor da unidade”, afirma Roseli Hernandes, Diretora comercial da Lello Imóveis.