Please disable Ad Blocker before you can visit the website !!!

Qual paleta de cores escolher para a reforma de casa?

by Lello Imóveis   ·  4 meses ago  
thumbnail

Confira diferentes formas de escolher a paleta de cores para a sua reforma de casa nesse material completo que preparamos para você!

Escolher a paleta de cores para a reforma de casa é fundamental para que você não se perca no meio do processo tão gostoso que é transformar o seu lar e deixá-lo com a sua cara.

A escolha dela é o ponto inicial para ter a casa ou apartamento dos sonhos e conseguir tornar as decorações perfeitas para cada espaço.

É por isso que é preciso pensar na paleta de cores tanto para as paredes quanto para o mobiliário e itens de decoração. 

Você pode optar por ter espaços mais tranquilos e serenos, com cores neutras, ou abusar e criar ambientes cheios de personalidade com tons mais ousados.

A verdade é que a cor influencia até mesmo no nosso humor, você sabia?

Quer saber qual paleta de cores escolher para a reforma de casa? Então, confira esse material que preparamos para te ajudar!

Quando é necessário reformar a casa?

Nossa casa é nosso refúgio. É onde recarregamos nossas energias e nos sentimos acolhidos.

É importante que esse espaço consiga refletir sua essência e personalidade, servindo como uma extensão de você e da sua família.

Quando se trata de reforma de casa, não existe necessariamente uma regra que determine a periodicidade ou necessidade de fazê-la.

É preciso levar em consideração aspectos como a degradação, vontade de mudar os ambientes, repaginar a decoração, entre diversos outros pontos.

É comum que queiramos mudar as coisas ao nosso redor de tempos em tempos a fim de externar nossas mudanças internas. 

Por isso, somente você poderá saber quando é necessário reformar a casa para se adequar a alguma necessidade específica ou renovar os ares, repaginando os ambientes de maneira que fiquem com a sua nova personalidade.

Como escolher a nova paleta de cores na reforma de casa?

A definição da paleta de cores é que vai nortear a escolha dos móveis e itens de decoração, por isso, ela deve ser um dos primeiros pontos a ser definido para que não ocorra a compra de algo que não faça sentido com o todo.

Confira o que levar em consideração nesse momento:

Considere as dimensões dos cômodos

Antes de iniciar a reforma da casa, é necessário levar em consideração diversos aspectos, e um dos principais é a dimensão dos cômodos.

Essa informação é de extrema importância, pois a paleta de cores influencia diretamente na percepção do ambiente, podendo fazer com que ele pareça maior ou menor do que realmente é.

Para locais pequenos, o ideal é optar por cores claras, valorizando o espaço e dando impressão de amplitude.

Uma boa dica é pintar as paredes e o teto da mesma cor, dando a sensação de continuidade, sem limitar os espaços.

Mas você pode também fazer alguma pintura diferente, como formatos geométricos, mas sempre seguindo a linha das cores em tom pastel.

Para cômodos maiores, você pode investir em cores fortes ou mais escuras, optando por pintar ou não o teto com a mesma cor.

Antes mesmo de ir comprar a tinta, não se esqueça de medir a sua parede para comprar a quantidade certa, nem a mais e nem a menos.

Para isso, meça a altura e largura de todas as paredes que vai pintar da mesma cor e chegue à metragem cúbica.

Por exemplo: se o seu quarto é quadrado e todas as paredes têm 4 metros de largura e 2,80 de altura, faça a conta:

4 (de largura) x 2,80 (de altura) x 4 (paredes)

Total: 44,80 metros

Aqui não descontamos as aberturas de janela e porta para ter uma margem de segurança.

Geralmente as tintas precisam de duas demãos, então, você precisa comprar o suficiente para pintar 89,60 metros (o dobro da metragem que chegamos na conta).

Na própria lata de tinta você encontra o rendimento. Imagine ainda que a escolhida pinte até 200 metros.

Nesse caso, você vai precisar de apenas uma lata e ainda sobra para outro cômodo com metragem parecida. 

Não se esqueça de considerar também o teto caso pinte da mesma cor.

Harmonize as cores

É necessário que você harmonize as cores para evitar que elas “briguem” entre si.

Ou seja, você deve buscar por opções que façam sentido serem compostas em um mesmo ambiente.

Você pode criar essa harmonia com base nas cores análogas, apostando na semelhança entre elas, com tons próximos. 

Dessa forma, você terá um ambiente mais monocromático.

Essa é a forma mais simples de criar uma paleta. Afinal, combinar cores parecidas é muito mais fácil do que encontrar opções distintas que façam sentido juntas.

Mas essa possibilidade também existe: através de uma paleta com cores complementares. 

Essa forma é um pouco mais complexa, mas os resultados ficam incríveis.

O segredo dessa combinação é escolher cores que sejam diretamente opostas uma da outra. Você consegue conferir a correspondência na roda de cores.

Um exemplo de combinação complementar é o roxo e amarelo ou vermelho e verde.

Aposte no tom sobre tom

Usar tom sobre tom é uma das formas mais seguras de inovar na reforma de casa. 

Afinal, basta você usar tonalidades diferentes de uma mesma cor.

Essa variação pode estar tanto na parede quanto nos móveis e itens de decoração, como quadros, tapetes e capas de almofada.

Você pode escolher uma cor específica para cada cômodo, conferindo mais personalidade e explorando as possibilidades ou utilizar a mesma cor para toda a residência.

Para garantir que não haja erro na escolha das tonalidades na hora de pintar as paredes, você pode comprar uma tinta com a cor mais forte e ir misturando com tinta branca.

Lembre-se de fazer toda a mistura de uma vez para não correr o risco de ficar com manchas nas paredes.

Apostar em tintas de cores neutras, como cinza, permite mudar a paleta de cores com maior facilidade, considerando que os tons principais ficarão por conta dos itens decorativos.

Invista em cores de contraste

Usar cores contrastantes é uma excelente forma de criar um ambiente cheio de personalidade e estilo.

Se você tiver um cômodo com cores sóbrias e escuras, por exemplo, inserir um elemento com uma cor vibrante, como o amarelo, já é o suficiente para repaginar o espaço.

É importante escolher muito bem a cor de destaque e não misturar muitas delas para não ficar sobrecarregado.

Lembre-se que muitas vezes o menos é mais e uma boa decoração não é baseada necessariamente no excesso dos elementos.

Quebre a monotonia das paredes

Quem foi que disse que uma parede precisa ser totalmente lisa? 

Existem inúmeras formas de inovar na reforma de casa a começar pelas paredes.

Você pode fazer meias paredes, desenhos geométricos, colocar papel de parede, optar pelos stencils ou o que mais sua imaginação (e habilidade artística 😂) permitir.

Não existem regras quando falamos de decoração. Só fique atento para não sobrecarregar o ambiente com excesso de informações.

O cuidado com o excesso de informações não se dá apenas pelo apelo estético, mas também pelo psicológico, principalmente quando falamos de quartos.

O quarto é o ponto de descanso e deve ser um cômodo mais leve para que o psicológico não seja afetado e nem interfira na qualidade do sono.

Caso queira fazer algo de diferente no quarto, opte pelas paredes da lateral e da cabeceira da cama.

Procure deixar a parede de frente da cama mais neutra, pois é onde sua visão costuma focar na maior parte do tempo.

O mesmo vale para o escritório. Evite muitas informações, uma vez que isso pode atrapalhar no foco. Aqui é legal, inclusive, utilizar uma paleta de cores que auxilie na concentração.

Hoje existem muitas opções de tintas no mercado, com diversos acabamentos, como:

  • brilho,
  • semibrilho,
  • acetinado,
  • fosco.

Além disso, há tintas para todas as necessidades: como as laváveis e as multissuperfícies, que permitem pintar azulejos e móveis.

Renovar aquela prateleira ou móvel que você tanto gosta também é sempre uma boa pedida para renovar sua casa. 😉

Gostou das dicas para escolher a paleta de cores para a reforma de casa? Então aproveite para conferir como decorar o primeiro imóvel!